c Catedra Português - Língua Segunda e Estrangeira
sikiş - porno izle - sex izle - porno - türkçe porno

CÁTEDRA "PORTUGUÊS LÍNGUA SEGUNDA E ESTRANGEIRA"

Bibliografia sobre Literatura Angolana em Português  

Organização: Helmut Siepmann e Beatriz de Medeiros Silva


Esta bibliografia encontra-se dividida em três secções: I Obras, II. Antologias e III. Estudos. A lista guia-se por a) ordem alfabética e b) ordem cronológica (a obra mais recente primeiro).

I. Obras 

  1. ABRANCHES, Henrique (2004) Gente Que Anda por Aí. Lisboa: Editorial Caminho.
  2. ABRANCHES, Henrique (2002) E Nsanta Madiya Habitou entre Nós. Luanda: Chá de Caxinde.
  3. ABRANCHES, Henrique (2001) As Mares do Bacilon, Vol. II: A Balada de Kaloy Bura. S/l: Novo Imbondeiro.
  4. ABRANCHES, Henrique (2001) As Mares do Bacilon, Vol. I: O Ovo Magentino. S/l: Novo Imbondeiro.
  5. ABRANCHES, Henrique (1998) Os Senhores do Areal. Porto: Campo das Letras.
  6. ABRANCHES, Henrique (1993) Titânia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  7. ABRANCHES, Henrique (1989) Os Bucaneiros do KK. Rio Tinto: ASA.
  8. ABRANCHES, Henrique (1989) O Clã de Novembrino. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  9. ABRANCHES, Henrique (1989) Kissoko de Guerra. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  10. ABRANCHES, Henrique (1987) Sobre a Colina de Calomboloca e Outros Poemas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  11. ABRANCHES, Henrique (1987) Diálogo. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  12. ABRANCHES, Henrique (1987) Cântico Barroco. Lisboa: Edições 70.
  13. ABRANCHES, Henrique (1985) A Konkhava de Feti. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  14. ABRANCHES, Henrique (1960?) Cigarros Sujos. Sá da Bandeira: Publicações Imbondeiro.
  15. ABRANTES, José Mena (2014) Poeira do Tempo. Luanda: Mayamba.
  16. ABRANTES, José Mena (2007) Apuros de Poetas : 69 Poemas de Dizer e Maldizer. Luanda: Chá de Caxinde.
  17. ABRANTES, José Mena (2005) O Teatro em Angola. Luanda: Nzila.
  18. ABRANTES, José Mena (2001) Na Curva do Cão Morto. Luanda: Nzila.
  19. ABRANTES, José Mena (1999) Teatro I. Coimbra: Ed. Cena Lusófona.
  20. ABRANTES, José Mena (1999) Teatro II. Coimbra: Ed. Cena Lusófona.
  21. ABRANTES, José Mena (1997) Objectos Musicais. Luanda: Edições Chá De Caxinde.
  22. ABRANTES, José Mena (1995) Caminhos Des-encantados. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  23. ABRANTES, José Mena (1993) Sequeira, Luís Lopes ou o Mulato dos Prodígios. Peça Histórico-Fantasista em Dois Actos. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  24. ABRANTES, José Mena (1992) Nandyala ou a Tirania dos Monstros. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  25. ABRANTES, José Mena (1991) Meninos. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  26. ABRANTES, José Mena (1988) Ana, Zé e os Escravos: Teatro. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  27. AGUALUSA, José Eduardo (2014) A Rainha Ginga: e de como os Africanos Inventaram o Mundo. Lisboa: Quetzal.
  28. AGUALUSA, José Eduardo (2013) A Vida no Céu. Lisboa: Quetzal.
  29. AGUALUSA, José Eduardo (2011) A Educação Sentimental dos Pássaros: Onze Contos sobre Anjos, Demónios, e Outras Pessoas Quase Normais. Alfragide: Dom Quixote.
  30. AGUALUSA, José Eduardo (2009): Barroco Tropical. Lisboa: Dom Quixote.
  31. AGUALUSA, José Eduardo (2007) A Girafa que Comia Estrelas. Lisboa: Dom Quixote.
  32. AGUALUSA, José Eduardo (2007) As Mulheres do Meu Pai. Lisboa: Dom Quixote.
  33. AGUALUSA, José Eduardo (2007) Passageiros em Trânsito: Novos Contos para Viajar. Lisboa: Dom Quixote.
  34. AGUALUSA, José Eduardo (2006) Um Estranho em Goa. Lisboa: Livros Cotovia/ Fundação Oriente.
  35. AGUALUSA, José Eduardo (2004) O Vendedor de Passados. Lisboa: Dom Quixote.
  36. AGUALUSA, José Eduardo (2002) Fronteiras Perdidas: Contos para Viajar. Lisboa: Dom Quixote.
  37. AGUALUSA, José Eduardo (2000) Estranhões e Bizarrocos: Estórias para Adormecer Anjos. Lisboa: Dom Quixote.
  38. AGUALUSA, José Eduardo (22000) A Substância do Amor e Outras Crónicas. Lisboa: Dom Quixote.
  39. AGUALUSA, José Eduardo (1998) Nação Crioula. Lisboa: Dom Quixote.
  40. AGUALUSA, José Eduardo (1998) A Conjura. Lisboa: Dom Quixote.
  41. AGUALUSA, José Eduardo (1996) Estação das Chuvas. Lisboa: Dom Quixote.
  42. AGUALUSA, José Eduardo (1990) Dom Nicolau Água-Rosada e Outras Estórias Verdadeiras e Inverosímeis. Lisboa: Vega.
  43. ALMEIDA, Djaimilia de (2015) Esse Cabelo. Alfragide: Teorema.
  44. ANDRADE, Fernando da Costa (2000) Terra Gretada: Poesia. Luanda: Chá de Caxinde.
  45. ANDRADE, Fernando da Costa (1991) Lwini: Crónica de um Amor Trágico. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  46. ANDRADE, Fernando da Costa (1989) Os Sentidos da Pedra: Poesia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  47. ANDRADE, Fernando da Costa (1988) Estórias de Contratados. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  48. ANDRADE, Fernando da Costa (1986) Lenha Seca: Fábulas Recontadas na Noite. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  49. ANDRADE, Fernando da Costa (1985) Ontem e Depois. Lisboa: Edições 70.
  50. ANDRADE, Fernando da Costa (1981) O Cunene Corre para o Sul: Poesia Revoltada. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  51. ANDRADE, Fernando da Costa (1979) No Velho Ninguém Toca. Lisboa: Livraria Sá da Costa Editora.
  52. ANDRADE, Fernando da Costa (1977) Caderno dos Heróis. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  53. ANDRADE, Fernando da Costa (1976) Poesia com Armas: Poemas. Lisboa: Livraria Sá da Costa Editora.
  54. ANDRADE, Fernando da Costa (1975) O Regresso e o Canto. Lobito: s/e.
  55. ANDRADE, Fernando da Costa (1961) Terra de Acácias Rubras. Lisboa: F. C. Andrade.
  56. ANTÓNIO, Mário (2004) Crónica da Cidade Estranha. Luanda: Maianga.
  57. ANTÓNIO, Mário (1980) Afonso, o Africano. Braga: Editora Pax.
  58. ANTÓNIO, Mário (1974) Memórias e Epitáfios. Lobito: s/e.
  59. ANTÓNIO, Mário (1968) Nossa Senhora da Vitória: Massangano, 15 de Agosto de 1968. Luanda: s/e.
  60. ANTÓNIO, Mário (1968) Luanda: Ilha Crioula. Lisboa: Agência Geral do Ultramar.
  61. ANTÓNIO, Mário (1966) Mahezu: Tradições Angolanas. Lisboa: Serviço de Publicações Ultramarinas, Procuradoria dos Estudantes Ultramarinos.
  62. ANTÓNIO, Mário (1962) Chingufo: Poemas Angolanos. Lisboa: Agência Geral do Ultramar.
  63. BALUNDU, Tchikakata (1996) O Feitiço da Rama de Abóbora. Porto: Campo das Letras.
  64. BELLA, John (pseudónimo de Jorge Marques Bela) (2003) Cântico Romântico (à Paz). Luanda: Brigada Jovem de Literatura.
  65. BELLA, John (2000) Panelas Cozinharam Madrugadas. Luanda: Brigada Jovem de Literatura.
  66. BELLA, John (1995) Água da Vida. Luanda: Brigada Jovem de Literatura.
  67. BENÚDIA (pseudónimo de Mário Lopes Guerra) (2004) Kabocoio. Luanda: Edições Chá de Caxinde.
  68. BENÚDIA (1979) Nossa Vida Nossas Lutas. Coimbra: Centelha Editora.
  69. BENÚDIA (1961) Dumba e a Bangul. Lubango (Sá da Bandeira): Gráfica da Huila.
  70. CARDOSO, António (2004) A Fortuna. Luanda: Maianga.
  71. CARDOSO, António (2003) Poemas de Circunstância (1949-1960). Luanda: Editorial Nzila.
  72. CARDOSO, António (1980) Nunca é Velha a Esperança. Lisboa: Ulmeiro.
  73. CARDOSO, António (1980) Lição de Coisas. Lisboa: Ulmeiro.
  74. CARDOSO, António (1980) Chão de Exílio. Lisboa: África.
  75. CARDOSO, António (1980) A Fortuna, Novela de Amor. Lisboa: Plátano Editora.
  76. CARDOSO, António (1980) A Casa de Mãezinha. Lisboa: Ulmeiro.
  77. CARDOSO, António (1979) Panfleto! (Poético). Lisboa: Plátano Editora.
  78. CARDOSO, António (1979) 21 Poemas da Cadeia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  79. CARDOSO, António (1959) Poemas de Circunstância. Lisboa: Editorial Minerva.
  80. CARDOSO, António (s/d) Baixa & Musseques. Lisboa: Edições 70.
  81. CARDOSO, Boaventura da Silva (2012) Noites de Vigília. Lisboa: Texto Editora.
  82. CARDOSO, Boaventura da Silva (2001) Mãe Materno Mar. Porto: Campo das Letras.
  83. CARDOSO, Boaventura da Silva (1997) Maio, Mês de Maria. Porto: Campo das Letras.
  84. CARDOSO, Boaventura da Silva (1992) O Signo do Fogo. Porto: Editora Asa.
  85. CARDOSO, Boaventura da Silva (1987) A Morte do Velho Kipacaça. Lisboa: Edições 70.
  86. CARDOSO, Boaventura da Silva (1980) O Fogo da Fala. Lisboa: Edições 70
  87. CARDOSO, Boaventura da Silva (1979) Velho Ngola e as Montanhas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  88. CARDOSO, Boaventura da Silva (1977) Dizanga Dia Muenhu. Lisboa: Edições 70.
  89. CARVALHO, Ruy Duarte de (2007) Desmedida. Luanda-São Paulo-São Francisco e Volta. Lisboa: Livros Cotovia.
  90. CARVALHO, Ruy Duarte de (2005) As Paisagens Propícias. Lisboa: Livros Cotovia.
  91. CARVALHO, Ruy Duarte de (2005) Lavra (Poesia Reunida 1972-2000). Lisboa: Livros Cotovia.
  92. CARVALHO, Ruy Duarte de (2003) Actas da Maianga. Lisboa: Livros Cotovia.
  93. CARVALHO, Ruy Duarte de (2000) Observação Directa. Lisboa: Livros Cotovia.
  94. CARVALHO, Ruy Duarte de (2000) Os Papéis do Inglês. Lisboa: Livros Cotovia.
  95. CARVALHO, Ruy Duarte de (2000) Lavra Reiterada. Luanda: Edições Nzila.
  96. CARVALHO, Ruy Duarte de (2000) Observação Directa. Lisboa: Livros Cotovia.
  97. CARVALHO, Ruy Duarte de (1999) Vou Lá Visitar Pastores. Lisboa: Livros Cotovia.
  98. CARVALHO, Ruy Duarte de (1997) Ordem de Esquecimento. Lisboa: Quetzal.
  99. CARVALHO, Ruy Duarte de (1992) Memória de Tanta Guerra. Lisboa: Editora Veja.
  100. CARVALHO, Ruy Duarte de (1988) Hábito da Terra. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  101. CARVALHO, Ruy Duarte de (1987) Lavra Paralela. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  102. CARVALHO, Ruy Duarte de (1982) Ondula, Savana Branca. Luanda/ Lisboa: União dos Escritores Angolanos/ Livraria Sá da Costa Editora.
  103. CARVALHO, Ruy Duarte de (1980) Sinais Misteriosos... Já Se Vê.... Luanda/ Lisboa: União dos Escritores Angolanos/ Edições 70.
  104. CARVALHO, Ruy Duarte de (1978) Exercícios de Crueldade. Lisboa: e Etc.
  105. CARVALHO, Ruy Duarte de (1976) A Decisão da Idade: Poemas. Lisboa: Livraria Sá da Costa Editora.
  106. CARVALHO, Ruy Duarte de (1977) Como se o Mundo Não Tivesse Leste. Contos. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  107. CARVALHO, Ruy Duarte de (1976) A Decisão da Idade. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  108. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1970) A Chaga. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
  109. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1967) Viragem: Romance. São Paulo: Arquimedes.
  110. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1961) Terra Morta: Romance. Lisboa: Arcádia.
  111. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1960) Histórias da Terra Negra: Contos e Novelas e uma Narrativa. Lisboa: Editorial Gleba.
  112. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1957) Viragem. Lisboa: Ulisseia.
  113. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1956) A Voz da Estepe. Lisboa: Depos. Fomento de Publicações.
  114. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1946) A Maravilhosa Viagem dos Exploradores Portugueses. Lisboa: Terra Editora.
  115. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1945) Calenga: Contos. Lisboa: Inquérito.
  116. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1944) Mistérios da Terra: Mucanda-Cangongo. Porto: Educação Nacional.
  117. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1944) A Expedição ao País do Oiro Branco. Lisboa: Clássica Editora.
  118. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1943) A Aventura e a Morte no Sertão. Lisboa: Clássica Editora.
  119. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (21943) Noite de Angústia: Romance. Lisboa: Inquérito.
  120. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1943) Rajada e Outras Histórias. Lisboa: Portugália Editora.
  121. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1943) Sertanejos de Angola. Lisboa: Agência Geral das Colónias.
  122. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1940) Homens sem Editorial Caminho: Romance. S/l.: s/e.
  123. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1938) Nhárí: o Drama da Gente Negra. Porto: Livraria Civilização.
  124. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1938) Imagens da Cidade de S. Paulo de Luanda. Lisboa: Cosmos. 
  125. CASTRO SOROMENHO, Fernando Monteiro de (1930) Lendas Negras. Lisboa: Cosmos.
  126. CHÓ DO GURI (2012) A Perversa. Lisboa: Chiado Editora.
  127. CHÓ DO GURI (2006) Na Boca Árida da Kyanda: Poesia. Luanda: Kilombelombe.
  128. CHÓ DO GURI (2006) Chiquito da Camuxiba: Romance. Lisboa: Colibri: Instituto Marquês de Valle Flôr.
  129. CHÓ DO GURI (2006) A Filha do Alemão: Romance. Luanda: Mensagem Indústrias Culturais.
  130. CHÓ DO GURI (1998) Bairro Operário: a Minha História. S/l.: s/e.
  131. CHÓ DO GURI (1996) Vivências. Luanda: s/e.
  132. CORI, Isaquiel (2010) O Último Recuo. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  133. CORI, Isaquiel, CRISTÓVÃO, Aguinaldo (2004) Pessoas com Quem Falar – Volume Um. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  134. CORI, Isaquiel (2003) O Último Feiticeiro. Luanda: Chá de Caxinde.
  135. CORI, Isaquiel (1997) Sacudidos pelo Vento. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  136. CRUZ, Tomaz Vieira da (1951) Cazumbi: Poesia de Angola. S/l: s/e.
  137. CRUZ, Tomaz Vieira da (1950) Cinco Poesias da África. Lisboa: Bertrand.
  138. CRUZ, Tomaz Vieira da (1941) Tatuagem: Poesia de África. S/l: s/e.
  139. CRUZ, Tomaz Vieira da (1939) Vitória de Espanha. Luanda: Imprensa Nacional. 
  140. CRUZ, Tomaz Vieira da (1932) Quissangue: Saudade Negra. Lisboa: Imprensa Artística.
  141. CRUZ, Viriato da, SANTOS, Aires de Almeida e FILHO, Ernesto Lara (2004) Obra Poética. Luanda: Maianga.
  142. CRUZ, Viriato da (1990) Colectânea de Poemas (1947-1950). Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  143. CRUZ, Viriato da (1974) Poemas. Lobito: Capricórnio.
  144. CRUZ, Viriato da (1961) Colectânea de Poemas (1947-1950). Lisboa: Editorial Minerva.
  145. DALOMBA, Amélia (2011) Uma Mulher ao Relento. Belo Horizonte: Nandyala Editora.
  146. DALOMBA, Amélia (2011)  Nsinga – o Mar, no Signo do Laço. Luanda: Mayamba Editora.
  147. DALOMBA, Amélia (2008) Aos Teus Pés Quanto Baloiça o Vento. São Paulo: Zian Editora.
  148. DALOMBA, Amélia (2007) Sinal de Mãe nas Estrelas. São Paulo: Zian Editora.
  149. DALOMBA, Amélia (2005) Noites Ditas à Chuva. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  150. DALOMBA, Amélia (2004) Espigas do Sahel. Luanda: Kilombelombe.
  151. DALOMBA, Amélia (1995) Sacrossanto Refúgio. Luanda: Edipress.
  152. DALOMBA, Amélia (1995) Ânsia, Poesia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  153. DÁSKALOS, Alexandre (2015) Colectânea dePoemas. Lisboa: Jornal Sol [edição póstuma].
  154. DÁSKALOS, Alexandre (1999) Mensagem. Lisboa: Casa de Angola [edição póstuma].
  155. DÁSKALOS, Alexandre (1975) Poesia de Alexandre Dáskalos. Nova Lisboa: Colecção Bailundo [edição póstuma].
  156. DÁSKALOS, Alexandre (1961) Poesias. Lisboa: Casa dos Estudantes do Império.
  157. DÁSKALOS, Alexandre (1961) Poemas. Nova Lisboa: Colecção Bailundo.
  158. DÁSKALOS, Maria Alexandre (2001) Lágrimas e Laranjas. Luanda: Editorial Nzila.
  159. DÁSKALOS, Maria Alexandre (1998) Do Tempo Suspenso. Lisboa: Editorial Caminho.
  160. DÁSKALOS, Maria Alexandre (1991) Jardim das Delícias. Luanda: Ler & Escrever.
  161. FERREIRA, Isabel (2014) Leito do Silêncio. Luanda: KujizaKuami.
  162. FERREIRA, Isabel (2008) O Guardador de Memórias. Luanda: Edições KujizaKuami.
  163. FERREIRA, Isabel (2007) À Margem das Palavras Nuas: Poesia. Luanda: KujizaKuami.
  164. FERREIRA, Isabel (2005) Fernando D’Aqui. Luanda: KujizaKuami.
  165. FERREIRA, Isabel (2004) Nirvana: Poesia. Luanda: Kilombelombe.
  166. FERREIRA, Isabel (1997) Caminhos Ledos: Poesia. Luanda: KujizaKuami.
  167. FERREIRA, Isabel (1995) Laços de Amor: Poesia. Luanda: KujizaKuami.
  168. FILHO, Ernesto Lara (1990) Crónicas da Roda Gigante. Porto: Afrontamento.
  169. FILHO, Ernesto Lara (1988) O Canto de Martrindinde. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  170. FILHO, Ernesto Lara (196?) Picada de Marimbondo. Nova Lisboa: Bailundo.
  171. GOMES, Sónia (2010) A Filha do General. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  172. GOMES, Sónia (2009) “Quando falta oxigênio no berçário”. In: Como se Viver Fosse Assim. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  173. GOMES, Sónia  (2007) Erros Que Matam. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  174. GONÇALVES, António (2014) Sobre Asas e Frios de Rosa. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  175. GONÇALVES, António (2012) Emosentidos. La Habana: Editorial Arte y Literatura.
  176. GONÇALVES, António (2011) Canto Misterioso Que Me Acena com os Pés: Antologia Poética Essencial. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  177. GONÇALVES, António (2005) Las Voces del Camino : (Metamorfosis del Alma II) = As Vozes do Caminho : (Metamorfoses da Alma II). La Habana: Ediciones Unión.
  178. GONÇALVES, António (2005) A Linguagem dos Pássaros e dos Sonhos. S/l: s/e.
  179. GONÇALVES, António (2004) Transparências. La Habana: Ed. Extramuros.
  180. GONÇALVES, António (2003) Cenas que o Musseque Conhece, [La Habana?]: Editora José Martí.
  181. GONÇALVES, António (2000) Buscando o Homem. Antologia Poética. Luanda: Editorial Kilombelombe.
  182. GONÇALVES, António (1996) Adobe Vermelho da Terra. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  183. GONÇALVES, António (1995) Versos Libertinos. Luanda [?]: s/e.
  184. GONÇALVES, António (1994) Gemido da Pedra. S/l: s/e. [ed. do autor]
  185. GONÇALVES, Zetho Cunha (2014) Notícia do Maior Escândalo Erótico-Social do Século XX em Portugal. Lisboa: Letra Livre.
  186. GONÇALVES, Zetho Cunha (2013) Terra: Sortilégios. Vila Nova de Cerveira: NósSomos.
  187. GONÇALVES, Zetho Cunha (2013) Rio Sem Margem: Poesia da Tradição Oral. Livro II. Vila Nova de Gaia: NósSomos.
  188. GONÇALVES, Zetho Cunha (2012) A Vassoura do Ar Encantado. Rio de Janeiro: Pallas Editora.
  189. GONÇALVES, Zetho Cunha (2011) Rio Sem Margem: Poesia da Tradição Oral. Vila Nova de Cerveira: NósSomos. 
  190. GONÇALVES, Zetho Cunha (2011)  Brincando, Brincando, Não Tem Macaco Troglodita. São Paulo: Matrix.
  191. GONÇALVES, Zetho Cunha (2007) Sortilégios da Terra: Canto de Narração e Exemplo. Lisboa: Bonecos Rebeldes.
  192. GONÇALVES, Zetho Cunha (2007) A Caçada Real. Lisboa: Bonecos Rebeldes.
  193. GONÇALVES, Zetho Cunha (2006) Debaixo do Arco-Íris Não Passa Ninguém. Rio de Janeiro: Língua Geral.
  194. GONÇALVES, Zetho Cunha (2004) A Palavra Exuberante. Lisboa: Parceria A. M. Pereira.
  195. GONÇALVES, Zetho Cunha (1979) Exercício de Escrita. S/l: s/e.
  196. GUERRA, Henrique (1980) Três Histórias Populares. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  197. GUERRA, Henrique (1979) O Círculo de Giz de Bombô: Teatro. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  198. GUERRA, Henrique (1978) Alguns Poemas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  199. GUERRA, Henrique (1976) Quando me Acontece Poesia. Luanda: ed. do autor.
  200. GUERRA, Henrique (1962) O Regresso do Lunda; Mucanda, a Escola da Vida; A Cubata Solitária. Sá da Bandeira: Imbondeiro.
  201. GUTERRES, Lígia (2000) Gente da Benguela Antiga. Lisboa: Universitária Editora.
  202. GUTERRES, Lígia (1972) Kalunga. Lisboa: Parceria A. M. Pereira.
  203. GUTERRES, Lígia (1966) Mussumar. Lisboa: Agência Geral do Ultramar.
  204. JACINTO, António (2004) Poemas. Luanda: Maianga.
  205. JACINTO, António (2000) Sobreviver em Tarrafal de Santiago. Luanda: Chá de Caxinde.
  206. JACINTO, António (1988) Fábulas de Sanji. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  207. JACINTO, António (1987) Prometeu. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  208. JACINTO, António (1982) Poemas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  209. JACINTO, António (1982) Em Kiluanji do Golungo. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  210. JACINTO, António (1979) Vôvô Bartolomeu. Lisboa: Edições 70.
  211. JAMBA, Sousa (1994) A Lonely Devil. Trafalgar: Fourth Estate.
  212. GONÇALVES, António (2005) Las Voces del Camino : (Metamorfosis del Alma II) = As Vozes do Caminho : (Metamorfoses da Alma II). La Habana: Ediciones Unión.
    Trad.: (1995) Confissão Tropical. Lisboa: Dom Quixote.
  213. JAMBA, Sousa (1993) On the Banks of the Zambezi. New Delhi (?): Viva Books.
  214. JAMBA, Sousa (1990) Patriots. Harmondsworth: Viking.
    Trad.: RAMOS, Wanda (1991) Patriotas: Romance. Lisboa: Livros Cotovia.
  215. JÚNIOR, António de Assis (41985) Relato dos Acontecimentos de Dala Tando e Lucala. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  216. JÚNIOR, António de Assis (1979) O Segredo da Morta: Romance de Costumes Angolenses. Lisboa: Edições 70.
  217. JÚNIOR, António de Assis (1917) Relato dos Acontecimentos de Dala e Lucala. Loanda: Tipografia Mamã Tita.
  218. KANDJIMBO, Luís (2003) Ideogramas de Nganji. Lisboa: Novo Imbondeiro.
  219. KANDJIMBO, Luís (2000) O Noctívago: e Outras Estórias de um Benguelense. Luanda: Editorial Nzila.
  220. KANDJIMBO, Luís (2000) De Vagares a Vestígios. Luanda: INIC.
  221. KANDJIMBO, Luís (2000) A Voragem da Serpente. Lisboa: Casa de Angola.
  222. KANDJIMBO, Luís (1998) A Estrada da Secura. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  223. KANDJIMBO, Luís (1988) Sobre um Poeta da África Eterna. Luanda: Katetebula.
  224. KANDJIMBO, Luís (1987) Apuros de Vigília: Ensaios de Meditação Genética. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  225. LARA, Alda (1997) Obra Completa. Braga: APPACDM.
  226. LARA, Alda (1979) Poesia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  227. LARA, Alda (1973) Tempo de Chuva. S/l: s/e.
  228. LEMOS, Jacinto de (2008) Chico Nhô. Praia: Organizações Musaki.
  229. LEMOS, Jacinto de (2001) A Dívida da Peixeira. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  230. LEMOS, Jacinto de (1997) O Pano Preto da Velha Mabunda. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  231. LEMOS, Jacinto de (1989) Undengue. Porto: Ed. ASA para a União dos Escritores Angolanos.
  232. LIMA, Manuel dos Santos (1984) Os Anões e os Mendingos. Porto: Edições Afrontamento.
  233. LIMA, Manuel dos Santos (1977) A Pele do Diabo. Lisboa: África Editora. 
  234. LIMA, Manuel dos Santos (1975) As Lágrimas ao Vento. Lisboa: África Editora.
  235. LIMA, Manuel dos Santos (1965) As Sementes da Liberdade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
  236. LIMA, Manuel dos Santos (1961) Kissange. Poemas. Lisboa: ed. do autor.
  237. MAIMONA, João (2012) Memória de Sombra. Vila Nova de Cerveira: Nóssomos.
  238. MAIMONA, João (2001) Festa da Monarquia. Luanda: Kilombelombe.
  239. MAIMONA, João (1997) A Idade das Palavras. Luanda: INIC. 
  240. MAIMONA, João (1993) Quando se Ouvir o Sino das Sementes. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  241. MAIMONA, João (1988) As Abelhas do Dia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  242. MAIMONA, João (1987) Traço de União. Luanda: União dos Escritores Angolanos. 
  243. MAIMONA, João (1987) Diálogo com a Peripécia. S/l: s/e.
  244. MAIMONA, João (1985) Les Roses Perdues de Cunene. S/l: s/e.
  245. MAIMONA, João (1985) Trajectória Obliterada. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco. 
  246. MATEUS, Décio Bettencourt (2014) Os Portões do Silêncio. Porto: Papiro Editora.
  247. MATEUS, Décio Bettencourt (2011) Gente de Mulher. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  248. MATEUS, Décio Bettencourt (2009) Xé, Candongueiro. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  249. MATEUS, Décio Bettencourt (2006)  Os Meus Pés Descalços. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  250. MATEUS, Décio Bettencourt (2003) A Fúria do Mar. Luanda: Editora Nzila.
  251. MBALUNDO, Cikakata ou Tchikakata (pseudónimo de Aníbal João Ribeiro Simões) (2013) A Clave da Insatisfação. Porto: Edições Ecopy.
  252. MBALUNDO, Cikakata ou Tchikakata (2002) Entre a Morte e Luz. Luanda: Editorial Nzila.
  253. MBALUNDO, Cikakata ou Tchikakata (1996) O Feitiço da Rama de Abóbora. Porto: Campo das Letras.
  254. MELO, João (2009) O Homem que Não Tira o Palito da Boca: Estórias. Lisboa: Editorial Caminho.
  255. MELO, João (2008) Filhos da Pátria. Rio de Janeiro: Record.
  256. MELO, João (2007) O Destino de Todos os Rios é o Mar. Lisboa: Editorial Caminho.
  257. MELO, João (2007) Auto-Retrato: Poesia. Lisboa: Editorial Caminho.
  258. MELO, João (2006) O Dia em que o Pato Donald Comeu pela Primeira Vez a Margarida: 18 Estórias Quase Pós-Modernas. Lisboa: Editorial Caminho.
  259. MELO, João (2004) A Luz Mínima. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  260. MELO, João (1999) Imitação de Sartre & Simone de Beauvoir. 2ª ed. Lisboa: Editorial Caminho.
  261. MELO, João (1993) O Caçador de Nuvens. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  262. MELO, João (1991) Limites & Redundâncias. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  263. MELO, João (1989) Tanto Amor. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  264. MELO, João (1989) Poemas Angolanos. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  265. MELO, João (1989) Canção do Nosso Tempo e Outros Poemas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  266. MELO, João (1988) Canção do Nosso Tempo. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  267. MELO, João (1985) Definição. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  268. MELO, João (1984) Autópsia de um Mar de Ruínas. Lisboa: Assírio e Alvim.
  269. MENDES, Pedro Rosa e CORBEL, Alain (2002) Ilhas de Fogo. Lisboa: Associação para a Cooperação entre os Povos.
  270. MENDES, Pedro Rosa (2004) Madre Cacau: Timor. Lisboa: Associação para a Cooperação entre os Povos.
  271. MENDES, Pedro Rosa (1999) Baía dos Tigres. Lisboa: Dom Quixote.
  272. MENDONÇA, José Luís (2003) Os Vinte Dedos da Vida. Luanda: Chá de Caxinde.
  273. Lemos, José Luís (2002) Um Canto para Mussuemba. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
  274. MENDONÇA, José Luís (2002) Gramática do Amor Contemporâneo. Luanda: Editorial Nzila.
  275. MENDONÇA, José Luís (2000) Ngoma do Negro Metal. Luanda: Chá de Caxinde.
  276. MENDONÇA, José Luís (1998) Logaríntimos da Alma: Poemas de Amar. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  277. MENDONÇA, José Luís (1997) Quero Acordar a Alva. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  278. MENDONÇA, José Luís (1987) Gíria de Cacimbo. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  279. MENDONÇA, José Luís (1986) O Resto é Poesia. Luanda: Amizade Canteiro Novo.
  280. MENDONÇA, José Luís (1981) Chuva Novembrina. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  281. MESTRE, David (1985) Nas Barbas do Bando. Lisboa: Ulmeiro.
  282. MESTRE, David (1997) Lusografias Crioulas. Évora: Pendor.
  283. MESTRE, David (1977) Do Canto à Idade. Coimbra: Centelha.
  284. MESTRE, David (1987) Nem Tudo é Poesia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  285. MESTRE, David (1987) O Relógio de Cafucôlo. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  286. MESTRE, David (1996) Subscrito a Giz: 60 Poemas Escolhidos, 1972-1994. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
  287. NEHONE, Roderick (2015) Filho Querido. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  288. NEHONE, Roderick (2011) O Catador de Bufunfa. Luanda: Mayamba Editora.
  289. NEHONE, Roderick (2007) Uma Bóia na Tormenta. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  290. NEHONE, Roderick (2003) Tempos sem Véu. Luanda: Editorial Nzila.
  291. NEHONE, Roderick (2001) Peugadas de Musa. Luanda: Editorial Nzila.
  292. NEHONE, Roderick (2000) O Ano do Cão. Luanda: Editorial Nzila.
  293. NEHONE, Roderick (1998) Estórias Dispersas da Vida de um Reino. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  294. NEHONE, Roderick (1997) Génese. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  295. NETO, Agostinho (2011) Fogo e Ritmo: 24 Poemas. Vila Nova de Cerveira: NósSomos.
  296. NETO, Agostinho (1998) Poesia. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  297. NETO, Agostinho (1996) Para Além da Poesia. Rio de Janeiro: FUNARTE.
  298. NETO, Agostinho (1982) Poemas da "Sagrada Esperança”. Lisboa: Embaixada da República Popular de Angola.
  299. NETO, Agostinho (1982) A Renúncia Impossível. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  300. NETO, Agostinho (1980) Ainda o Meu Sonho. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  301. NETO, Agostinho (1979) Sagrada Esperança. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  302. NETO, Agostinho (1976) Poemas de Angola. Rio de Janeiro: Codecri.
  303. NETO, Agostinho (1963) Amostra de Poesia Ultramarina. Lisboa: Ed. do Autor.
  304. NETO, Agostinho (1961) Colectânea de Poemas. Lisboa: A. A. Neto.
  305. NETO, Agostinho (1957) Quatro Poemas. Póvoa do Varzim: s/e.
  306. NETO, Agostinho (1953) Massacre de S. Tomé. S. Tomé: Museu Nacional de S. Tomé e Príncipe.
  307. NETO, Carmo (2010)  Degravata. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  308. NETO, Carmo (2004) Joana Maluca: Conto. Luanda: Chá de Caxinde.
  309. NETO, Carmo (2000)  Mahézu: Crónicas. Luanda: Imagem.
  310. NETO, Carmo, CONCEIÇÃO, Silvério (1997)  Ambiguidades d’um Destino. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  311. NETO, Carmo [1988?] Meu Réu de Colarinho Branco [Luanda?]: Brigada Jovem de Literatura de Angola.
  312. NKEITA, Tazuary (pseudónimo de José da Costa Soares Caetano) (2011) O Último Segredo. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  313. NKEITA, Tazuary (2004) A Minha Pulseira de Ouro. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  314. NKEITA, Tazuary (2001) 42.4, A Voz dos DIBENGOS. Luanda: EAL - Edições Angola.
  315. ONDJAKI (pseudónimo de Ndalu de Almeida) (2014) Sonhos Azuis pelas Esquinas. Alfragide: Editorial Caminho. Edição brasileira: O Céu Não Sabe Dançar Sozinho. Rio de Janeiro: Língua Geral.
  316. ONDJAKI (2013) Ombela, a Origem das Chuvas. Luanda: Plural Editores. Edição portuguesa: (2014). Alfragide: Caminho. Edição brasileira: (2014). Rio de Janeiro: Pallas Editora.
  317. ONDJAKI (2012) Os Transparentes. Alfragide: Editorial Caminho.
  318. ONDJAKI (2011) A Bicicleta Que Tinha Bigodes. Alfragide: Editorial Caminho.
  319. ONDJAKI (2010) Dentro de Mim Faz Sul Seguido de Acto Sanguíneo. Luanda: Texto.
  320. ONDJAKI (2009) O Voo do Golfinho. Alfragide: Editorial Caminho.
  321. ONDJAKI (2009) Os Vivos, o Morto e o Peixe-Frito. s/l: Teatro Lusófono. (2014). Alfragide: Editorial Caminho.
  322. ONDJAKI (2009) Materiais para a Confecção de um Espanador de Tristezas. Lisboa: Editorial Caminho.
  323. ONDJAKI (2009) “O Cheiro do Mundo”. In: Em Busca da Felicidade: Dez Histórias. Lisboa: Dom Quixote.
  324. ONDJAKI (2008) O Leão e o Coelho Saltitão. Lisboa: Editorial Caminho.
  325. ONDJAKI (2008) AvóDezanove e o Segredo do Soviético. Lisboa: Editorial Caminho.
  326. ONDJAKI (2007) Os da Minha Rua. Lisboa: Editorial Caminho.
  327. ONDJAKI (2004) E se Amanhã o Medo. Lisboa: Editorial Caminho.
  328. ONDJAKI (2004) Quantas Madrugadas Tem a Noite. Lisboa: Editorial Caminho.
  329. ONDJAKI (2003) Ynari: a Menina das Cinco Tranças. Lisboa: Editorial Caminho.
  330. ONDJAKI (2002) Há Prendizagens com o Xão. Lisboa: Editorial Caminho.
  331. ONDJAKI (2002) Bom Dia Camaradas. Luanda: Chá de Caxinde.
  332. ONDJAKI (2002) O Assobiador. Lisboa: Editorial Caminho.
  333. ONDJAKI (2001) Momentos de Aqui. Lisboa: Editorial Caminho.
  334. ONDJAKI (2000) Actu Sanguineu. Luanda: INIC.
  335. OSÓRIO, Cochat (1966) Biografia da Noite: Poemas. Luanda: Livraria Lello.
  336. OSÓRIO, Cochat (1962) O Homem do Chapéu. Sá da Bandeira: C. Osório.
  337. OSÓRIO, Cochat (1960) Cidade. Luanda: Rotary Club.
  338. OSÓRIO, Cochat (1957) Capim Verde: Contos. Luanda: Livraria Lello.
  339. OSÓRIO, Cochat (1956) Calema: Poemas. Luanda: Livraria Lello.
  340. PACAVIRA, Manuel Pedro (1997) Ndalatando em Chamas. Mem Martins: Europam.
  341. PACAVIRA, Manuel Pedro (21979) Nzinga Mbandi. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  342. PACAVIRA, Manuel Pedro (1974) Gentes do Mato. Lisboa: África.
  343. PAXE, Abreu, MAIMONA, João (2010), As Colheitas do Senhor Governador. Luanda: Kilombelombe.
  344. PAXE, Abreu, FRAZÃO, Kátia (2007) O Vento Fede de Luz. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  345. PAXE, Abreu (2003) A Chave no Repouso da Porta. Luanda: Instituto Nacional das Indústrias Culturais.
  346. PEPETELA (pseudónimo de Artur Maurício Pestana) (2013) O Tímido e as Mulheres. Lisboa: Dom Quixote.
  347. PEPETELA (2011) A Sul. O Sombreiro. Alfragide: Dom Quixote.
  348. PEPETELA (2009) O Planalto e a Estepe. Lisboa: Dom Quixote.
  349. PEPETELA (2009) ”Letras Perigosas”. In: Em Busca da Felicidade: Dez Histórias. Lisboa: Dom Quixote.
  350. PEPETELA (2008) Contos de Morte. Lisboa: Nelson de Matos.
  351. PEPETELA (2008) O Quase Fim do Mundo. Lisboa: Dom Quixote.
  352. PEPETELA (2007) O Terrorista de Berkeley, Califórnia. Lisboa: Dom Quixote.
  353. PEPETELA (2005) Predadores. Lisboa: Dom Quixote.
  354. PEPETELA (2003) Jaime Bunda e a Morte do Americano. Lisboa: Dom Quixote.
  355. PEPETELA (2001) Jaime Bunda, Agente Secreto. Lisboa: Dom Quixote.
  356. PEPETELA (2000) A Montanha da Água Lilás. Lisboa: Dom Quixote.
  357. PEPETELA (1997) A Gloriosa Família. Lisboa: Dom Quixote.
  358. PEPETELA (1997) Parábola do Cágado Velho. Lisboa: Dom Quixote.
  359. PEPETELA (1995) O Desejo de Kianda. Lisboa: Dom Quixote.
  360. PEPETELA (1992) Geração da Utopia. Lisboa: Dom Quixote.
  361. PEPETELA (1990) Lueji. Lisboa: Dom Quixote.
  362. PEPETELA (1985) Yaka. Lisboa: Dom Quixote.
  363. PEPETELA (1985) O Cão e os Caluandas. Lisboa: Dom Quixote.
  364. PEPETELA (1980) A Revolta da Casa dos Ídolos. Lisboa: Edições 70.
  365. PEPETELA (1980) Mayombe. Lisboa: Edições 70.
  366. PEPETELA (1978) A Corda. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  367. PEPETELA (1978) Muana Puó. Lisboa: Edições 70.
  368. PEPETELA (1972) As Aventuras de Ngunga. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  369. RIBAS, Óscar (1992) Cultuando as Musas: Poesias. S/l: s/e.
  370. RIBAS, Óscar (1975) Tudo Isto Aconteceu: Romance Autobiográfico. Luanda: O. RIBAS.
  371. RIBAS, Óscar (1973) Quilanduquilo: Contos e Instantâneos. Luanda: O. RIBAS.
  372. RIBAS, Óscar (1967) Sunguilando: Contos Tradicionais Angolanos. Lisboa: Agência Geral do Ultramar.
  373. RIBAS, Óscar (1965) Izomba: Associativismo e Recreio. Luanda: O. RIBAS.
  374. RIBAS, Óscar (1962) Missosso: Literatura Tradicional Angolana. Luanda: Tip. Angolana. 
  375. RIBAS, Óscar (1958) Ilundo. Luanda: Museu de Angola.
  376. RIBAS, Óscar (1952) Ecos da Minha Terra: Dramas Angolanos.  Luanda: Livraria Lello. 
  377. RIBAS, Óscar (1951) Uanga: Feitiço: Romance Folclórico Angolano. Luanda: Livraria Lello. 
  378. RIBAS, Óscar (1948) Flores e Espinhos.  S/l: s/e.
  379. RIBAS, Óscar (1929) O Resgate duma Falta: Novela. Benguela: Tip. Jornal de Benguela.
  380. RIBAS, Óscar (1927) Nuvens que Passam. S/l: s/e.
  381. ROCHA, Jofre (2003) Meu Nome é Moisés Mulambo. Luanda: Chá de Caxinde.
  382. ROCHA, Jofre (1989) Entre Sonho e Desvario. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  383. ROCHA, Jofre (1988) 60 Canções de Amor e Luta. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  384. ROCHA, Jofre (21979) Estórias do Musseque. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  385. ROCHA, Jofre (1978) Estória de Kapangombe. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  386. ROCHA, Jofre (1977) O Tempo de Cicio. Lobito: OPAL.
  387. ROCHA, Jofre (1977) Assim se Fez Madrugada. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  388. RUI, Manuel (2016) Duas Abelhas Amigas de um Girassol. Luanda: Mayamba Editora.
  389. RUI, Manuel (2013) A Trança. Luanda: Mayamba Editora.
  390. RUI, Manuel (2009) Janela de Sónia: Romance. Lisboa: Editorial Caminho.
  391. RUI, Manuel (2007) A Casa do Rio. Lisboa: Editorial Caminho.
  392. RUI, Manuel (2006) Estórias de Conversa. Lisboa: Editorial Caminho.
  393. RUI, Manuel e MALANGATANA (il.) (2002) Conchas e Búzios. Luanda: Editorial Nzila.
  394. RUI, Manuel (2002) Um Anel na Areia. Luanda: Editorial Nzila.
  395. RUI, Manuel (2001) Saxofone e Metáfora. Lisboa: Livros Cotovia.
  396. RUI, Manuel (1999) O Céu e o Medo. Lisboa: Casa de Angola.
  397. RUI, Manuel (1998) Da Palma da Mão. Lisboa: Livros Cotovia.
  398. RUI, Manuel (1997) Rioseco. Lisboa: Livros Cotovia.
  399. RUI, Manuel (1993)1 Morto & os Vivos. Lisboa: Livros Cotovia.
  400. RUI, Manuel (1991) Crónica de um Mujimbo. Lisboa: Livros Cotovia.
  401. RUI, Manuel (1991) A Grade. Lisboa: Livros Cotovia.
  402. RUI, Manuel (1984) Cinco Vezes Onze: Poemas em Novembro. Lisboa: Edições 70.
  403. RUI, Manuel e COUTINHO, Alceu Saldanha (il.) (1982) Quem me Dera Ser Onda. Lisboa: Edições 70.
  404. RUI, Manuel (1980) Memória de Mar. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  405. RUI, Manuel (21979) Cinco Dias depois da Independência. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  406. RUI, Manuel (1978) Agricultura. Luanda: Instituto Angolano do Livro.
  407. RUI, Manuel (21978) Regresso Adiado. Lisboa: Edições 70.
  408. RUI, Manuel (1977) A Caixa. Luanda: Conselho Nacional de Cultura.
  409. RUI, Manuel (1967) Poesia sem Notícias. Porto: Tipografia Carvalhido.
  410. RUI, Manuel (1977) Sim Camarada!. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  411. SANTOS, Arnaldo (2013) Sabina e os Manuscritos do Kuito. Vila Nova de Cerveira: NósSomos.
  412. SANTOS, Arnaldo (2011) Momentos: (1958-2011). Vila Nova de Cerveira: NósSomos.
  413. SANTOS, Arnaldo (2004) O Brinde seguido de A Palavra e a Máscara. Luanda: Kilombelombe. 
  414. SANTOS, Arnaldo (2003) As Estórias de Kuxixima. Luanda: INIC.
  415. SANTOS, Arnaldo (1999) A Casa Velha das Margens. Porto: Campo das Letras.
  416. SANTOS, Arnaldo (1992) A Boneca de Quilengues. Porto: Asa. 
  417. SANTOS, Arnaldo (1987) Nova Memória da Terra e dos Homens. Luanda: União dos Escritores Angolanos. 
  418. SANTOS, Arnaldo (1986) O Cesto de Katandu e Outros Contos. Luanda: União dos Escritores Angolanos. 
  419. SANTOS, Arnaldo (1986) OVento que Desorienta o Caçador: Romance. Lisboa: Editorial Caminho. 
  420. SANTOS, Arnaldo (1984) Na M'banza do Miranda. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco. 
  421. SANTOS, Arnaldo (1981) Prosas. Lisboa: Edições 70.
  422. SANTOS, Arnaldo (1977) Poemas no Tempo. Lisboa: Edições 70. 
  423. SANTOS, Arnaldo (1968) Tempo de Munhungo: Crónicas. Luanda: NOS. 
  424. SANTOS, Arnaldo (1965) Quinaxixe. Lisboa: Casa dos Estudantes do Império.
  425. SANTOS, Arnaldo (1960) Fuga: Poemas. Lisboa: Casa dos Estudantes do Império.
  426. SANTOS, Jacques Arlindo dos (2004) Hortência: Conto.  Luanda: Edições Chá de Caxinde.
  427. SANTOS, Jacques Arlindo dos (2004) Chove na Grande Kitanda. Luanda: Maiamba.
  428. SANTOS, Jacques Arlindo dos (2002) Kasakas e Cardeais: Três Estórias. Luanda: Chá de Caxinde.
  429. SANTOS, Jacques Arlindo dos (2000) Berta Ynari ou Pretérito Imperfeito da Vida. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  430. SANTOS, Jacques Arlindo dos (1999) ABC do Bê Ó. Luanda: Edições Chá de Caxinde.
  431. SANTOS, Jacques Arlindo dos (1993) Casseca: Cenas da Vida em Calulo. Luanda: Ler & Escrever.
  432. TALA, João (2013) Rua da Insónia : um Manifesto de Inquietações: Poemas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  433. TALA, João (2005) Surreambulando. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  434. TALA, João (2005) A Vitória É uma Ilusão de Filósofos e de Loucos. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  435. TALA, João, SÁ, Ana de, VASCONCELOS, Adriano Botelho de (2004) Os Dias e os Tumultos. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  436. TALA, João, SÁ, Ana de (2004) Lugar Assim. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  437. TALA, João (2003) A Forma dos Desejos II (Todas as Conversas). Luanda: Chá de Caxinde.
  438. TALA, João (2000) O Gasto da Semente: Poesia. Luanda: Instituto Nacional das Indústrias Culturais.
  439. TALA, João (1997) A Forma dos Desejos: Poesia. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  440. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (2007) Manual para Amantes Desesperados. Lisboa: Editorial Caminho.
  441. TAVARES, Ana Paula Ribeiro e MARMELO, Manuel Jorge (2005) Os Olhos do Homem que Chorava no Rio. Lisboa: Editorial Caminho.
  442. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (2004) Poesia. Luanda: Maianga.
  443. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (2004) A Cabeça de Salomé; Crónicas. Lisboa: Editorial Caminho.
  444. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (2003) Ex-Votos: Poesia. Lisboa: Editorial Caminho.
  445. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (2001) Dizes-me Coisas Amargas como os Frutos. Lisboa: Editorial Caminho.
  446. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (1999) O Lago da Lua. Lisboa: Editorial Caminho.
  447. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (1998) O Sangue da Buganvília: Crónicas. Praia; Mindelo: Centro Cultural Português.
  448. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (1995) Olho de Vaca Fotografa a Morte. Lisboa: Associação de Estudantes da Faculdade de Letras.
  449. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (1985) Ritos de Passagem: Poemas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  450. TRONI, Alfredo (1973) Nga Mutúri: Cenas de Luanda. Lisboa: Edições 70.
  451. VAN-DÚNEM, Domingos (1988) O Panfleto. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  452. VAN-DÚNEM, Domingos (1988) Kuluka. Lisboa: Vega.
  453. VAN-DÚNEM, Domingos (1988) Dibundo. Lisboa: Vega.
  454. VAN-DÚNEM, Domingos (1987) Sobre o Vocábulo Kitandeira. S/l: Edição do autor.
  455. VAN-DÚNEM, Domingos (1985) Milonga. Porto: Brasília Editora.
  456. VAN-DÚNEM, Domingos (1979) Uma História Singular. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  457. VAN-DÚNEM, Domingos (1972) Auto de Natal. Luanda: Edição do autor.
  458. VASCONCELOS, Adriano Botelho de (2004) Tábua. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  459. VASCONCELOS, Adriano Botelho de (1996) Abismos de Silêncio. Luanda: União dos Escritores Angolanos/ABV Editora.
  460. VICTOR, Geraldo Bessa (2001) Obra Poética. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
  461. VICTOR, Geraldo Bessa (1972) Monandengue. Lisboa: Livraria Portugal.
  462. VICTOR, Geraldo Bessa (1967) Sanzala sem Batuque. Braga: Editora Pax.
  463. VICTOR, Geraldo Bessa (21966) Cubata Abandonada. Braga: Editora Pax.
  464. VICTOR, Geraldo Bessa (21965) Mucanda. Braga: Editora Pax.
  465. VICTOR, Geraldo Bessa (1951) A Restauração de Angola. Lisboa: s/e.
  466. VIEIRA, José Luandino (pseudónimo de José Vieira Mateus da Graça) (2015) Papéis da Prisão: Apontamentos, Diário, Correspondência (1962-1971). Alfragide: Editorial Caminho. 
  467. VIEIRA, José Luandino (2012) A Fronteira de Asfalto. Leça da Palmeira: Letras & Coisas.
  468. VIEIRA, José Luandino (2012) Ingandele, o Corvo de Colarinho Branco: uma Fábula Angolana. Leça da Palmeira: Letras & Coisas.
  469. VIEIRA, José Luandino (2012) Oyita Ya Edike Amvula Ni Manyanga Amatuta. Luanda: INIC.
  470. VIEIRA, José Luandino (2010) Kaputu Kinjila e o Sócio Dele Kambaxi Kiaxi: uma Fábula Angolana. Leça da Palmeira: Letras & Coisas.
  471. VIEIRA, José Luandino (2009) Puku Kambundu e a Sabedoria: uma Fábula Angolana. Leça da Palmeira: Letras & Coisas.
  472. VIEIRA, José Luandino (2009) Ngola Mukongo e a Justiça: uma Fábula Angolana. Leça da Palmeira: Letras & Coisas.
  473. VIEIRA, José Luandino (2007) Kaxinjengele e o Poder: uma Fábula Angolana. Leça da Palmeira: Letras & Coisas.
  474. VIEIRA, José Luandino (2006) A Guerra dos Fazedores de Chuva com os Caçadores de Nuvens: Guerra para Crianças. Lisboa: Editorial Caminho.
  475. VIEIRA, José Luandino (2006) De Rios Velhos e Guerrilheiros — O Livro dos Rios. Lisboa: Editorial Caminho.
  476. VIEIRA, José Luandino (2004) Nós, os do Makulusu. Lisboa: Editorial Caminho.
  477. VIEIRA, José Luandino (2003) Nosso Musseque. Lisboa: Editorial Caminho.
  478. VIEIRA, José Luandino (1998) Kapapa: Pássaros e Peixes. Lisboa: Expo98.
  479. VIEIRA, José Luandino (2003) Nosso Musseque. Lisboa: Editorial Caminho.
  480. VIEIRA, José Luandino (1989) Lourentinho, Dona Antónia de Sousa Neto e Eu. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  481. VIEIRA, José Luandino (21989) Macandumba. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  482. VIEIRA, José Luandino (1987) João Vêncio: os Seus Amores. Lisboa: Edições 70.
  483. VIEIRA, José Luandino (1986) História da Baciazinha de Quitaba. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  484. VIEIRA, José Luandino (1976) Vidas Novas: Estórias. Lisboa: Edições 70.
  485. VIEIRA, José Luandino (1974) Duas Histórias. Lobito: s/e.
  486. VIEIRA, José Luandino (1972) Luuanda. Lisboa: Edições 70.
  487. VIEIRA, José Luandino (1961) Duas Histórias de Pequenos Portugueses. Sá da Bandeira: Imbondeiro.
  488. VIEIRA, José Luandino (1954) A Cidade e a Infância. Lisboa: Casa dos Estudantes do Império.
  489. XITU, Uanhenga (pseudónimo de Agostinho André Mendes de Carvalho) (1984) Os Discursos do “Mestre” Tamoda. Lisboa: União dos Escritores Angolanos/ Instituto Nacional do Livro e do Disco/ Editora Ulisses.
  490. XITU, Uanhenga (21990) O Ministro. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  491. XITU, Uanhenga (1980) Os Sobreviventes da Máquina Colonial Depõem... Lisboa: Edições 70.
  492. XITU, Uanhenga (1979) Maka na Sanzala: Mafuta. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  493. XITU, Uanhenga (1979) Vozes na Sanzala: Kahitu. Lisboa: Edições 70.
  494. XITU, Uanhenga (2008) Bola com Feitiço (antecedido de “Mestre” Tamoda). Lisboa: Livros Cotovia.
  495. YEKENHA, Mota (1992) Kambonha. Póvoa de Santo Adrião: Europress.

 

II. Antologias

 

  1. AAVV. (2016) Angola 40 Anos - 40 Contos, 40 Autores. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  2. AAVV. (2014) Estórias Além do Tempo. Lisboa: Texto/ Leya, Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  3. AAVV. (2012) Antologia Audiovisual de Literatura Angolana. [Em linha]. Disponível em WWW: [http://web.letras.up.pt/antologiaangolana/].
  4. AAVV. (2005) Angola 30 Anos, 30 Contos. Luanda: Instituto Nacional do Livro e do Disco.
  5. AAVV. (1991) Poesia Angolana de Amor dos Anos 80 (Breve Antologia). Pontevedra/ Braga: Irmandades da Fala da Galiza e Portugal.
  6. AAVV. (1981) O Caminho das Estrelas: Nova Poesia para Agostinho Neto. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  7. AAVV. (1962) Novos Contos d'África: Antologia de Contos Angolanos. Sá da Bandeira: Publicações Imbondeiro.
  8. ANDRADE, Mário de (1980) Antologia Temática de Poesia Africana: Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné, Angola, Moçambique. Praia; Lisboa: Instituto Caboverdiano do Livro: Livraria Sá da Costa Editora.
  9. ANDRADE, Mário de (1975) Antologia Temática de Poesia Africana 1 – Na Noite Grávida de Punhais. Lisboa: Livraria Sá da Costa Editora.
  10. ANDRADE, Mário de (1970) Literatura Africana de Expressão Portuguesa, Vol. 1: Poesia. Lendeln: Kraus Reprint.
  11. APA, Lívia, CAVALIERI, Sílvia e MARCHIS Giorgio de (orgs.) (2004) Africa, Storia e Memoria: gli Scrittori Angolani e il Loro Progetto. Roma: Contrasto Due.
  12. BURNESS, Don (org.) (1989) A Horse of White Clouds: Poems from Lusophone Africa. Ohio: Ohio University.
  13. CASA DOS ESTUDANTES DO IMPÉRIO (1960) Contistas Angolanos. Lisboa: Secretaria de Estado da Educação e Cultura.
  14. CAVACAS, Fernanda; GOMES, Aldónio (1997) Dicionário de Autores de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Lisboa: Editorial Caminho.
  15. CECHIN, Lúcia (org.) (1985) Antologia Angolana: Poesia e Conto. Porto Alegre: s/e.
  16. COMISSÃO DIRECTIVA DA UNIÃO DOS ESCRITORES ANGOLANOS (1979) Lavra & Oficina. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  17. FEIJÓ, Lopito (org.) (1988) No Editorial Caminho Doloroso das Coisas. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  18. FERREIRA, Manuel (dir.) (1986) África: Literatura. Arte. Cultura. Lisboa: África Editora, Lda.
  19. FERREIRA, Manuel (1976) No Reino de Caliban: Antologia Panorâmica da Poesia Africana de Expressão Portuguesa (vol.2: Angola e São Tomé e Príncipe). Lisboa: Seara Nova.
  20. FERREIRA, Serafim (org.) (1975) Resistência Africana. Lisboa: Diabril.
  21. FERREIRA, Virgílio Alberto (org.) (1976) Monangola: a Jovem Poesia Angolana. Porto: Limiar.
  22. FREUDENTHAL, A. [et al.] (1994) Antologias de Poesia da Casa dos Estudantes do Império 1951-1963 (vol.1: Angola, S. Tomé e Príncipe). Lisboa: Edição ACEI.
  23. GIOVETH, Filomena e SANTOS, Seomara (2005) O Amor Tem Asas de Ouro: Antologia da Poesia Feminina Angolana. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  24. INSTITUTO CAMÕES (org.); BRÁS, Alice e MAIA, Armandina (coord.) (1999) Vozes Poéticas da Lusofonia. Sintra: Câmara Municipal.
  25. JARA, António Bellini, BACELAR, Jorge Huet de e FIALHO, José (dirs.) (1972) Vector. Nova Lisboa: Grupo Literário Vector.
  26. LARANJEIRA, J. L. Pires (1975) Antologia da Poesia Pré-Angolana (1948-1974). Porto: Afrontamento.
  27. MARQUES, Irene, GUERRA, Carlos Ferreira (2011) Entre a Lua, o Caos e o Silêncio: a Flor. Antologia da Poesia Angolana. Luanda: Mayamba.
  28. MACCHI, Giuliano, PICCHIO, Luciana Stegnano, TORIELLO, Fernanda (dirs.) (1981) Poesia Angolana Moderna. Bari: Adriatica Editrice.
  29. MEA, Giuseppe (org.) (1975) Poesia Angolana de Revolta: Antologia. Porto: Paisagem.
  30. MENDONÇA, José Luís (2004) Cal & Grafia: 20 Anos de Poesia: Antologia. Luanda: Kilombelombe.
  31. MITTELBERGER, Charles (1991) Poesia Pastoril do Cunhama. Cunene-Angola. Lisboa: L.I.A.M.
  32. MOSER, Gerald M. (org.) (1993) Almanaque de Lembranças: 1854-1932. Linda-a-Velha: ALAC.
  33. PANGUILA, António (2014) Amor no Meio do Teu Mar: Antologia da Poesia Erótica Angolana. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  34. QUINO, António (ed.) (2012) Balada dos Homens que Sonham: Breve Antologia do Conto Angolano. Lisboa: Clube do autor.
  35. QUINO, António (ed.) (2011) Conversas de Homens no Conto Angolano: Breve Antologia (1980-2010). Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  36. RIBAS, Óscar (1961) Misoso - Literatura Tradicional Angolana (1.º vol.). Luanda: I.N. - U.E.E.
  37. RIBAS, Óscar (1962) Misoso - Literatura Tradicional Angolana (2.º vol.). Luanda: Tipografia Angolana.
  38. RIBAS, Óscar (1964) Misoso - Literatura Tradicional Angolana (3.º vol.). Luanda: Tipografia Angolana.
  39. ROSÁRIO, Lourenço do (2009) Antologia do Conto Africano de Transmissão Oral. Alfragide: Gailivro.
  40. LARANJEIRA, J. L. Pires (org.) (1996) Antologia Literária de Língua Portuguesa/ Sextas Jornadas Universitárias Lusófonas. Coimbra: A Mar Arte.
  41. PHAF-RHEINBERGER, Ineke (org.) (2014) Mögen Pitangas Wachsen. Literatur aus Angola. Leipzig: Poetenladen.
  42. SANTILLI, Maria Aparecida (1985) Estórias Africanas: História e Antologia. São Paulo: Ática.
  43. SECCO, Carmen Lúcia Tindó Ribeiro [et al.] (coord.) (2000) Antologia do Mar na Poesia Africana de Língua Portuguesa do Século XX: Angola. Luanda: Kilombelombe.
  44. SOARES, António Filipe (org.) (1979) Antologia da Poesia Angolana. Porto Alegre: Instituto Cultural Português.
  45. SOARES, Francisco (org.) (2001) Antologia da Nova Poesia Angolana (1985-2000). Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
  46. TAVARES, Ana Paula Ribeiro (2010) Fieberbaum – Árvore da Febre. Gedichte. Poemas 1985-2007. Trad.: BURGHARDT, Juana e Tobias. Estugarda: Edition Delta.
  47. TRIGO, Salvato (org.) (1997) Matrilíngua. Viana do Castelo: Câmara Municipal de Viana do Castelo.
  48. VASCO, Nilton Saraiva Botelho de (2005) É em Momentos depois de Ter Sonhado: Antologia da Dimensão Formalista da Poesia Moderna Angolana. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  49. VASCONCELOS, Adriano Botelho de, DIAS, Neusa, BERNARDO, Tomé (org.) e SÁ, Ana de (rev.) (2005) Boneca de Pano - Colectânea de Contos Infantis. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  50. VASCONCELOS, Adriano Botelho de (2005) Todos os Sonhos: Antologia da Poesia Moderna Angolana. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  51. VASCONCELOS, Adriano Botelho de (2005) Caçadores de Sonhos - Colectânea do Conto Angolano. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  52. VASCONCELOS, Nilton Saraiva Botelho de (2005) É em Momentos depois de Ter Sonhado. Luanda: União dos Escritores Angolanos.


III.  Estudos

  1. AAVV. (2002) Mar Além – Revista de Cultura e Literatura dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa, n.º 1: Angola, Lisboa.
  2. AAVV. (1996) Atas do I Seminário das Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Faculdade de Letras da UFRJ.
  3. AAVV. (1993) Humanidades, n.º 18, Brasília: UNB (Dossier Brasil/África).
  4. ABRANTES, José Mena (1998) “Breve olhar sobre o teatro angolano.” In: O Teatro dos Sete Povos Lusófonos. Prefeitura Municipal de São Paulo – Secretaria Municipal de Cultura.
  5. ABRANTES, José Mena (1979) “À procura de um reencontro com a realidade.” In: FERREIRA, Manuel (dir.) África: Literatura. Arte. Cultura. Vol. I, nº 3; ano I (Jan.-Mar. 1979). Lisboa: África Editora, Lda.
  6. ABRANTES, José Mena [et al.] (1990) Escritores, Literatura e Desenvolvimento. Comunicações Apresentadas no Colóquio sobre a Dimensão Cultural do Desenvolvimento. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  7. ADOLFO, S. P. (1992) A Ficção de Pepetela e Formação da Angolanidade. S/l: Assis.
  8. ANDRADE, Fernando da Costa (1980) Literatura Angolana (Opiniões). Lisboa: Edições 70.
  9. BORGES, P. [et al.] (1997) Mensagem. Cinquentenário da Fundação da Casa de Estudantes do Império - 1944-1994. Lisboa: Associação Casa dos Estudantes do Império.
  10. CAVACAS, Fernanda e GOMES, Aldónio (1997) Dicionário de Autores de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Lisboa: Editorial Caminho.
  11. CHABAL, Patrick (1998) The Postcolonial Literature of Lusophone Africa. London: Hurst.
  12. CHAVES, Rita; MACEDO, Tânia (2006) Marcas da Diferença: as Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. São Paulo: Alameda Editorial.
  13. CHAVES, Rita e MACEDO, Tânia (2002) Portanto... Pepetela. Luanda: Chá de Caxinde.
  14. CHAVES, Rita (2005) Angola e Moçambique: Experiência Colonial e Territórios Literários. São Paulo: Ateliê.
  15. CHAVES, Rita (2001) O Percurso do Romance Angolano: de Assis Jr. a Luandino Vieira. Lisboa: Mar Além.
  16. CHAVES, Rita (1999) A Formação do Romance Angolano. São Paulo: Coleção Via Atlântica.
  17. ERVEDOSA, Carlos (1985) Roteiro da Literatura Angolana. Havana: União dos Escritores Angolanos/ Ediciones Cubanas.
  18. ERVEDOSA, Carlos (1963) A Literatura Angolana, Resenha Histórica. Lisboa: Edição da Casa dos Estudantes do Império.
  19. FERREIRA, Manuel (coord.) (994) Literaturas Africanas de Língua Portuguesa: Comunicações - Colóquio sobre Literaturas dos Países Africanos de Língua Portuguesa. 2ª ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. ACARTE.
  20. FERREIRA, Manuel (1977) Literaturas Africanas de Expressão Portuguesa (vol. I e II). Lisboa: Instituto de Cultura e Língua Portuguesa.
  21. FONSECA, Maria Nazareth Soares Fonseca (2008) Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Belo Horizonte: Veredas & Cenários.
  22. FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN (1987) Literaturas Africanas de Língua Portuguesa. Colóquio sobre as Literaturas dos Países Africanos de Língua Portuguesa. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
  23. HAMILTON, Russel G. (1981) Literatura Africana Literatura Necessária I: Angola. Lisboa: Edições 70.
  24. HENRIQUES, Isabel Castro (1997) Percursos da Modernidade em Angola. Lisboa: Instituto de Investigação Científica Tropical.
  25. KANDJIMBO, Luís (2001) A Literatura Angolana, a Formação de um Cânone Literário Mínimo de Língua Portuguesa e as Estratégias da sua Difusão e Ensino. [Em linha]. Disponível em WWW: [http://www.nexus.ao/kandjimbo/canones_literario.htm].
  26. KANDJIMBO, Luís (2000) Mário Pinto de Andrade: um Intelectual na Política. Lisboa: Edições Colibri.
  27. LABAN, Michel (1991) Angola: Encontro com Escritores. Porto: Fundação Eng. António de Almeida.
  28. LABAN, Michel (1980) José Luandino Vieira e a sua Obra: Estudos, Testemunhos, Entrevistas. Lisboa: Edições 70.
  29. BRIESEMEISTER, Dietrich, e SCHÖNBERGER, Axel (orgs.) (2004) Vielfalt und Heterogenität. Frankfurt: Domus Editoria Europaea.
  30. LARANJEIRA, J. L. Pires, SIMÕES, Maria João, XAVIER, Lola Geraldes (2005) Estudos de Literaturas Africanas: Cinco Povos, Cinco Nações. Coimbra: Novo Imbondeiro/ Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.
  31. LARANJEIRA, J. L. Pires (2005) Ensaios Afro-Literários. Lisboa: Novo Imbondeiro.
  32. LARANJEIRA, J. L. Pires (org.) (2000) Negritude Africana de Língua Portuguesa, Textos de Apoio (1947-1963). Braga: Angelus Novus.
  33. LARANJEIRA, J. L. Pires (1995) Literaturas Africanas de Expressão Portuguesa. Lisboa: Universidade Aberta.
  34. LARANJEIRA, J. L. Pires (1995) A Negritude Africana de Língua Portuguesa. Porto: Afrontamento.
  35. LARANJEIRA, J. L. Pires (1992) De Letra em Riste. Porto: Afrontamento.
  36. LEITE, Ana Mafalda, KHAN, Sheila, FALCONI, Jessica, KRAKOWSKA, Kamila (orgs.) (2013) Nação e Narrativa Pós-Colonial II - Angola e Moçambique: Entrevistas. Lisboa: Colibri.
  37. LEITE, Ana Mafalda, CHAVES, Rita, APA, Livia, OWEN, Hilary (orgs.) (2013) Nação e Narrativa Pós-Colonial I - Angola e Moçambique: Ensaios. Lisboa: Colibri.
  38. LEITE, Ana Mafalda (2003) Literaturas Africanas e Formações Pós-Coloniais. Lisboa: Colibri/Maputo: Imprensa Universitária.
  39. LEITE, Ana Mafalda (1998) Oralidades e Escritas nas Literaturas Africanas, Lisboa: Colibri.
  40. MACEDO, Jorge (1989) Literatura Angolana e Texto Literário. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  41. MACEDO, Tânia, CHAVES, Rita, e VECCHIA, Rejane (orgs.) (2007) A Kinda e a Missanga: Encontros Brasileiros com a Literatura Angolana. São Paulo: Editora Cultura Acadêmica.
  42. MARGARIDO, Alfredo (1980) Estudos Sobre Literaturas das Nações Africanas de Língua Portuguesa. Lisboa: A Regra do Jogo.
  43. MATA, Inocência (2007) A Literatura Africana e a Crítica Pós-Colonial: Reconversões. Luanda: Editorial Nzila.
  44. MATA, Inocência (2006) Sob o Signo de uma Nostalgia Projetiva: a Poesia Angolana Nacionalista e a Poesia Pós-Colonial. Disponível em WWW: [http://www.pucminas.br/imagedb/documento/DOC_DSC_NOME_ARQUI20070621145332.pdf?PHPSESSID=c4aa42778530312d619a67e5e9d6feed].
  45. MATA, Inocência (2006) Laços de Memória & Outros Ensaios sobre Literatura Angolana. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  46. MATA, Inocência (2003) Ficção e História na Obra de PEPETELA: Dimensão Extratextual e Eficácia. Universidade de Lisboa, tese de doutoramento.
  47. MATA, Inocência (2001) Literatura Angolana: Silêncios e Falas de uma Voz Inquieta. Lisboa: Mar Além.
  48. MATA, Inocência (1992) Pelos Trilhos da Literatura Africana em Língua Portuguesa. Pontevedra / Braga: Irmandades da Fala da Galiza e Portugal.
  49. MOSER, Geraldo e FERREIRA, Manuel (1983) Bibliografia das Literaturas Africanas de Expressão Portuguesa. Lisboa: IN-CM.
  50. MOURÃO, Fernando (1978) A Sociedade Angolana Através da Literatura. São Paulo: Ática.
  51. MOURÃO, Fernando A. Albuquerque (1984) O Problema da Autonomia e da Denominação da Literatura Angolana. Paris: Fond. Calouste Gulbenkian, Centre Culturel Portugais.
  52. MUANZA, Manuel (2010) Caderno de Estudos Literários e Linguísticos. Luanda: Mayamba.
  53. OLIVEIRA, Mário António Fernandes de (1997) A Formação da Literatura Angolana (1951-1950). Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
  54. PADILHA, Laura Cavalcante; RIBEIRO, Margarida Calafate (orgs.) (2008) Lendo Angola. Porto: Afrontamento.
  55. PADILHA, Laura Cavalcante (2005) Entre Voz e Letra: a Ancestralidade na Literatura Angolana. Lisboa: Novo Imbondeiro.
  56. PADILHA, Laura Cavalcante (2002) Novos Pactos, Outras Ficções. Ensaios sobre Literaturas Afro-Luso-Brasileiras. Lisboa: Novo Imbondeiro.
  57. PADILHA, Laura Cavalcante (1995) Entre Voz e Letra: o Lugar da Ancestralidade na Ficção Angolana do Século XX. Niterói: EDUFF.
  58. PEPETELA (s/d) Sobre a Génese da Literatura Angolana. Disponível em WWW: [http://www.União dos Escritores Angolanosngola.com/criticas-e-ensaios/item/57-sobre-a-g%C3%A9nese-da-literatura-angolana].
  59. PINTO, Alberto Oliveira (2003) A Oralidade no Romance Histórico Angolano Moderno. Lisboa: Novo Imbondeiro.
  60. REIS, M. Gil dos (2015) Textos e Pretextos: Angola - Poesia e Prosa (revista n°19 primavera/ verão 2015). Lisboa: Centro de Estudos Comparatistas, Universidade de Lisboa.
  61. RIAUSOVA, Helena (1989) Dez Anos de Literatura Angolana. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  62. SÁ, Ana de (2005) A Confluência do Tradicional e do Moderno na Obra de Uanhenga Xitu. Luanda: União dos Escritores Angolanos.
  63. SANTILLI, Maria Aparecida (1984) Poética da Identidade Nacional na Literatura Angolana: Simbolização e Emoção. Paris: Fond. Calouste Gulbenkian/ Centre Culturel Portugais.
  64. SCHÖNBERGER, Axel e BRIESEMEISTER, Dietrich (eds.) (1998) Moderne Mythen in den Literaturen Portugals, Brasiliens und Angolas. Frankfurt am Main: TFM.
  65. SECCO, Carmen Lúcia Tindó Ribeiro (et. al.) (org.) (2010) Pensando África: Literatura, Arte, Cultura e Ensino. Rio de Janeiro: Ministério da Cultura, Fundação Biblioteca Nacional.
  66. SOARES, Francisco (2001) Notícia da Literatura Angolana. Lisboa: Imprensa Nacional Casa da Moeda.
  67. TRIGO, Salvato (1986) Ensaios de Literatura Comparada: Afro-Luso-Brasileira. Lisboa: Veja.
  68. TRIGO, Salvato (1981) Luandino Vieira: o Logoteta. Porto: Brasília Editora.
  69. TRIGO, Salvato (1977) Introdução à Literatura Angolana de Expressão Portuguesa. Porto: Brasília Editora.
  70. VENÂNCIO, José Carlos (1987) Uma Perspectiva Etnológica da Literatura Angolana. Lisboa: Ulmeiro.
  71. VENÂNCIO, José Carlos (1992) Literatura versus Sociedade – Uma Visão Antropológica do Destino Angolano. Lisboa: Veja.


nbase betsilin bonus canli casino casino siteleri guvenilir casino istanbul escort escort istanbul rus escort Huluhub.com escort bayan istanbul escort