Catedra Português Instituto Camões UEM

VOCABULÁRIO ORTOGRÁFICO DO PORTUGUÊS DE MOÇAMBIQUE

Equipa do Projecto

Coordenação: Inês Machungo

Investigadores: Maria João Diniz, Marta Sitoe e Verónica Nhamona

Assessor Técnico de Programação: José Pedro Ferreira

 

Colaboração: INGEMO (Instituto Nacional de Gestão de Nomes) e ARPAC (Arquivo do Património Cultural)

 

Descrição

Na sequência da elaboração do Acordo Ortográfico (AO) de 1990, pelos oito países membros da CPLP, houve a necessidade de se criar um instrumento que permitisse a sua aplicação eficiente. Neste contexto, e por decisão da Comissão Científica do IILP (Instituto Internacional de Língua Portuguesa), em 2011, acordou-se criar um Vocabulário Ortográfico Comum (VOC) que integraria os Vocabulários Ortográficos Nacionais (VON) dos países membros. O VOC constitui-se, assim, num instrumento que permite uma gestão mais democrática, inovadora e supranacional da língua portuguesa.

A necessidade da criação de recursos para aplicação do AO prende-se com o facto de que não existem, até agora, recursos linguísticos de carácter normalizador que sejam representativos da língua portuguesa escrita em Moçambique, pelo que muitas palavras usadas no país - tanto as decorrentes da vitalidade criativa intrínseca de qualquer língua, como as que têm origem nas línguas bantu e outras faladas em Moçambique - não têm a sua grafia estabilizada. A normalização será conseguida com o VON moçambicano (VON-Moz) que conterá um léxico de frequência com cerca de 60.000 entradas, com flexão completa de todas as entradas e remissões entre elas.

Mais do que permitir aplicar o novo Acordo Ortográfico, o VON-Moz facilita a criação de recursos linguísticos adequados às necessidades dos falantes, escreventes, aprendentes e investigadores de português em Moçambique. Poderão ser criados recursos didácticos, verificadores ortográficos e outras aplicações de processamento da linguagem natural; não menos importante, o VON-Moz constitui uma base sólida para novos produtos lexicográficos mais representativos do português escrito em Moçambique, que está neste momento sub-representado nos recursos existentes.

 

Objectivos:

(i) Constituir a nomenclatura do VON-Moz, e adequá-la aos padrões do VOC;

(ii) Estabelecer uma norma ortográfica do Português de Moçambique (PM), integrando todas as palavras que constituem o universo linguístico desta variante não-nativa do português;

(iii) Criar as bases (materiais, linguísticas e metodológicas) para a elaboração de outros produtos lexicográficos do PM, como, por exemplo, dicionários de vários tipos e terminologias científicas e técnicas.

 

Actividades:

1.   Pesquisa

  • Obtenção/recolha de dados lexicais, a partir de fontes escritas autênticas, diversificadas e com dimensão que garanta a representatividade das diversas áreas do saber;
  • Organização, tratamento e classificação dos dados recolhidos;
  • Produção de um léxico com formas apenas usadas em Moçambique, com particular enfoque para topónimos e gentílicos e outras oriundas de línguas bantu e não adaptadas ao português;
  • Sistematização e produção do Vocabulário Ortográfico.

2.  Eventos

2012: Workshop sobre “A integração ortográfica de empréstimos lexicais de línguas bantu no Português de Moçambique"

2014: 2º Workshop sobre “A integração ortográfica de empréstimos lexicais de línguas bantu no Português de Moçambique"

 

Ponto da situação do VON-Moz

A primeira versão do VON-Moz, concluída em Abril de 2014, integra cerca de 40.000 entradas, e constitui o primeiro levantamento não contrastivo do léxico do Português de Moçambique. Esta versão foi cedida à Comissão Científica do IILP para sua inclusão na “Base de Dados Electrónica do Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa”, conforme previsto na metodologia consensuada na Iª Reunião Técnica para Elaboração do VOC.

O VON-MOZ está inserido na plataforma do VOC (Vocabulário Ortográfico Comum), disponível através da página do IILP (http://iilp.cplp.org) e de endereço próprio (http://voc.cplp.org).